#SaberUsarParaNuncaFaltar

A Greenlist se preocupa com você, por isso, todas as marcas de nosso site possuem certificações tanto nacionais quanto internacionais, que comprovam a sua qualidade e procedência, proporcionando para você credibilidade e confiança em cada um de nossos produtos.

Conheça os principais selos ecológicos do mundo:

Cruelty Free - O selo Cruelty Free foi criado pela People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), organização americana criada em 1980 dedicada à defesa dos direitos animais para lutar contra os maus tratos e ações que agridem a fauna. Este selo garante que o produto ou cosmético é “livre de crueldade” e é utilizado em embalagens de produtos que não são testados em animais.

Ecolabel Brasil Falcão Bauer – O selo Ecolabel Brasil é uma certificação ecológica atribuída a todos os produtos e cosméticos biodegradáveis que garantem um impacto ambiental reduzido durante o seu ciclo de vida. Foi criado pelo Instituto Falcão Bauer da Qualidade (IFBQ), que atua no Brasil desde 1953 na área de Certificação de Produtos e Sistemas de Gestão, por meio do processo de Avaliação da Conformidade, baseado em normas nacionais, internacionais ou regulamentos técnicos. Este selo possui reconhecimento internacional e atende às normas do ISO 14024, sendo associado ao GEN - Green Ecollabeling Network.

Eureciclo - O selo Eureciclo foi desenvolvido pela New Hope Ecotech, uma organização com sede em São Paulo, fundada em dezembro de 2014 com a missão de levar sustentabilidade financeira e desenvolvimento para o setor de reciclagem no Brasil. Este selo comunica aos consumidores que a empresa apoia a cadeia de reciclagem atestando o seu cumprimento com a PNRS e a sua preocupação com o meio ambiente.

Ethical Award – The Ethical Company Organization foi fundada em 2001 no Reino Unido com o objetivo de impulsionar padrões econômicos e empresariais mais elevados em benefício do meio ambiente, bem-estar animal e direitos humanos. Este selo certifica a empresa ou marca na mais alta pontuação de 15 critérios específicos sob os três títulos gerais de Meio Ambiente, Animais e Pessoas em uma análise global do seu registro de Responsabilidade Social Corporativo. Esta pesquisa é repetida a cada 12 meses para garantir o selo e mantê-lo atualizado.

ECOCERT - A Ecocert, fundada em 1991 na França por engenheiros agrônomos conscientes da necessidade de desenvolver uma agricultura ecológica e oferecer reconhecimento para aqueles que se envolvem neste modo de produção, é considerada uma das maiores certificadoras da Europa e está presente em mais de 50 países. A Ecocert utiliza apenas um selo, no qual fabricante é obrigado a identificar no rótulo se o produto é orgânico ou natural. Para um produto ser orgânico precisa conter 95% de matérias-primas orgânicas em relação à quantidade total de matérias-primas vegetais utilizadas na formulação, e para ser considerado natural deve ter no máximo 5% de ingredientes de síntese pura (sobre o total de ingredientes), mínimo 5% de ingredientes certificados orgânicos (sobre o total de ingredientes) e mínimo 50% de ingredientes vegetais certificados orgânicos (sobre o total de ingredientes vegetais).

Sociedade Vegetariana Brasileira – A SVB, fundada em 2003 no Brasil, promove o vegetarianismo como uma opção alimentar ética, saudável, sustentável e socialmente justa. Por meio de campanhas, convênios, eventos, pesquisa e ativismo político, a Sociedade Vegetariana Brasileira realiza a conscientização sobre os benefícios do vegetarianismo, e trabalha para aumentar o acesso da população a produtos e serviços vegetarianos. Este selo fornece a garantia ao consumidor de que o desenvolvimento e fabricação de um determinado produto ou cosmético não teve qualquer uso de animais ou suas partes, a promoção do vegetarianismo estrito em todos os seus aspectos, incluindo o ético, o ecológico e o de saúde e a cooperação com organizações de âmbito local, regional, nacional e internacional com objetivos semelhantes.

Fairtrade – A Fairtrade Foundation é uma organização independente e sem fins lucrativos criada em 1992 no Reino Unido e reúne mais de 20 iniciativas de rotulagem em toda a Europa, Japão, América do Norte, México e Austrália / Nova Zelândia, bem como redes de organizações de produtores da Ásia, África, América Latina e Caribe. Quando um cosmético ou marca recebe essa certificação, significa que ela garante condições de trabalho justas na cadeia produtiva, preços dignos (que garantam o sustento dos agricultores envolvidos na produção), produção sustentável (proíbe estritamente o uso de organismos geneticamente modificados, promove sistemas agrícolas que melhorem a fertilidade do solo, etc) e desenvolvimento social.

IBD Ingredientes Naturais – O Instituto Biodinâmico é uma empresa 100% brasileira com atuação internacional criado em 1982 para desenvolver atividades de inspeção e certificação agropecuária, de processamento e de produtos extrativistas, orgânicos, biodinâmicos e de mercado justo (Fair Trade). O IBD tem como filosofia o compromisso com a Terra e o com o Homem, assegurando o respeito ao meio ambiente, boas condições de trabalho e produtos altamente confiáveis. Este selo certifica que o cosmético contém pelo menos 5% de matérias-primas certificadas orgânicas ou FSC. Os 95% restantes da formulação podem ser compostos por matérias-primas naturais não certificadas ou permitidas para formulações naturais. Uma matéria-prima só será classificada como natural pelo IBD se for realmente 100% natural, lembrando que água e sal não são considerados no cálculo.

IBD Certificado Orgânico – O Instituto Biodinâmico é uma empresa 100% brasileira com atuação internacional criado em 1982 para desenvolver atividades de inspeção e certificação agropecuária, de processamento e de produtos extrativistas, orgânicos, biodinâmicos e de mercado justo (Fair Trade). Este selo certifica que o produto ou cosmético contém pelo menos 95% de matérias-primas certificadas orgânicas ou FSC, descontando-se água e sal. Os 5% restantes da formulação podem ser compostos por água, matérias-primas naturais, provenientes de agricultura ou extrativismo não certificados ou permitidos para formulações orgânicas. O Certificado Orgânico do IBD tem como filosofia o compromisso com a Terra e o com o Homem, assegurando o respeito ao meio ambiente, boas condições de trabalho e produtos altamente confiáveis.

FSC – Com sede na Alemanha, a Forest Stewardship Council é uma organização independente, não governamental e sem fins lucrativos, criada em 1993 para promover o manejo florestal responsável em mais de 70 países ao redor do mundo. Os produtos e cosméticos que levam este selo, atendem aos dez princípios da FSC, entre eles a obediência às leis ambientais, o respeito aos direitos dos povos indígenas e a regularização fundiária.

Natrue - O True Friends of Natural and Organics Cosmetics é uma associação internacional sem fins lucrativos fundada no ano de 2007 em Bruxelas para validar os produtos e cosméticos genuinamente naturais e orgânicos. Este selo garante a qualidade de produtos originários de cultivos sustentáveis "cosméticos naturais com uma porção orgânica" e "cosméticos orgânicos", no qual exige um percentual mínimo de 70% e 95%, respectivamente de ingredientes orgânicos.

Rainforest Alliance – A Rainforest Alliance é uma Rede de Agricultura Sustentável composta por organizações internacionais conservacionistas e independentes fundada em 1987 nos Estados Unidos, que tem como objetivo definir práticas agrícolas corretas e que causem menos impacto à saúde dos consumidores, assim como estabelecer normas para gestão do meio ambiente e dos trabalhadores envolvidos com a atividade produtiva. Este selo indica que uma empresa de fazenda, floresta ou turismo foi auditada para atender a padrões que exigem sustentabilidade ambiental, social e econômica.

Nordic Ecolabel – O Nordic Ecolabel Swan foi criado em 1989 pelo Conselho Nórdico de Ministros com o objetivo de fornecer um esquema de rotulagem ambiental que contribua para um consumo sustentável e é o Ecolabel oficial dos 4 países nórdicos (Suécia, Noruega, Finlândia e Dinamarca). Este selo serve ao consumidor como ferramenta de identificação que certifica que toda a cadeia produtiva foi auditado independentemente conforme a normativa internacional ISO14024. Os critérios ambientais mais importantes para a certificação são o consumo de água e energia, a fonte de matérias-primas, a embalagem, a utilização de produtos químicos, os efluentes perigosos e os resíduos.

Vegetarian Society – Este selo é aprovado pela Vegsoc aos produtos e cosmético avaliados e credenciados em conformidade com os princípios da Sociedade Vegetariana Britânica. Fundada na Inglaterra e com credibilidade mundial, é a primeira do mundo e existe há 150 anos. Isto significa que todos os produtos aprovados são livres de carne de animais (carne, ave, peixe ou marisco), não contém qualquer ingrediente resultante de abate, é GMO Free - Livre de Organismos Geneticamente Modificados, não faz testes em animais e não têm contaminação cruzada com ingredientes não vegetarianos durante o processo de produção.

USDA Organic – O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos foi criado em 1892 com o objetivo de desenvolver, manter e expandir o acesso para produtos de países diversos ao mercado americano. Este selo certifica produtos que são produzidos em fazendas, como mel, abacate e outros alimentos. Quando um produto contém o selo USDA, significa que ele possui 100% de ingredientes orgânicos, ou contém pelo menos 95% de ingredientes orgânicos. Ingredientes derivados de plantas e óleos essenciais não são regulamentados pelo USDA.

Produto Orgânico Brasil - O SISORG, Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica, administrado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, do governo brasileiro, foi criado em 2010 para identificar e controlar a produção nacional de alimentos orgânicos, quanto a sua origem e processo produtivo. Este selo certifica que um produto ou cosmético contém no mínimo 95% de ingredientes orgânicos.